Ir para o conteúdo principal

Notícias

Advogada Livia Prestes aborda “A Influência da Raça e do Gênero na Discriminação Salarial” em evento da FEMARGS e IAJ

http://www.paeseferreira.com.br/images/image001.jpg

No dia 28 de junho, a Fundação Escola da Magistratura do Trabalho no RS – FEMARGS e o Instituto de Acesso a Justiça – IAJ promoveram o curso “Roda de Conversa: Discriminação no Ambiente de Trabalho e Raça”, em Porto Alegre. A advogada Livia Prestes, do Escritório Paese, Ferreira, e integrante do Grupo de Estudos Direito e Relações Raciais da OAB/RS, foi uma das palestrantes e abordou o tema “A Influência da Raça e do Gênero na Discriminação Salarial”. 

Na sua explanação, Livia apresentou os dados do Radar IDHM, estudo baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) do IBGE, o qual apontou que, em 2012, os trabalhadores brancos recebiam R$ 726, 93 a mais que a população negra, diferença esta que aumentou para R$ 767, 84 em 2017. O estudo mostra também que a discriminação salarial é ainda maior em relação às mulheres. Embora a diferença tenha caído, ela persiste. Em 2012, os homens possuíam renda de R$ 423,80 a mais que as mulheres. Em 2017, a diferença foi de R$ 377,62. 

– É urgente que possamos debater esses assuntos e que esse debate se dê em todos os meios, acadêmicos ou não, e entre pessoas negras e não negras. O mito da “Democracia Racial”, de que os negros e brancos viveriam em total harmonia, com igualdade de direitos e oportunidades, e de que inexistira preconceito, racismo, opressão ou qualquer forma de violência contra o negro, não subsiste mais faz muito tempo. Lutar contra o racismo e contra a discriminação salarial de raça e gênero deve ser uma luta de todos nós, tanto através da educação quanto através de programas de inclusão racial – ressalta a advogada. 

O evento debateu ainda o “Assédio na Administração Pública”, a “Discriminação da Mulher Negra no Mercado de Trabalho” e o “Ônus da Prova”.

Texto: Christiane Matos/Comunicare Assessoria